1. Me ajuda, next!

Qual é a diferença entre poupar e investir?

Poupar e investir não são sinônimos. Para quem busca a independência financeira é mais importante ter foco nos investimentos. Saiba como!
01 de dez de 2021
2 minutos de leitura
Artigos Relacionados
Qual é a diferença entre poupar e investir?

Quando uma pessoa investe, ela já está poupando, automaticamente. Porém, quando a pessoa apenas poupa, sem investir, o dinheiro acaba perdendo o poder de compra por conta da inflação . É importante ressaltar que, para quem pensa no futuro - seja a curto, médio ou longo prazos -, investir é sempre mais benéfico do que poupar. Vamos aos fatos!

Poupar: uma questão cultural

Num passado nem tão distante, era hábito de muitas famílias brasileiras abrir uma ‘caderneta de poupança’ para uma criança quando ela nascia. A atitude, enraizada na cultura do país, visava garantir um futuro mais promissor para quando a criança se tornasse adulta, habilitando-a a começar a vida, seja com o pagamento de uma faculdade, a compra de um carro ou até mesmo de um imóvel.

Investir: a realidade atual

A questão cultural da poupança sempre esteve presente por ser vista como um investimento mais seguro para a economia, porém com a evolução constante do mercado de capitais, o panorama mudou. Hoje em dia há muitos tipos de investimentos que possuem rentabilidade melhor e com a mesma segurança da poupança, como CDB, LCI e LCAs (garantidos pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito), e o Tesouro Direto , garantido pelo governo federal.

A diferença entre poupar e investir

Para exemplificar melhor, confira uma comparação de um investimento de R$ 200 por mês ao longo de 18 anos na poupança versus o mesmo montante e o mesmo prazo no CDB next , que rende 100% do CDI. O gráfico usa como métrica a taxa Selic a 7,75% ao ano, referente a novembro de 2021.

É possível constatar que, já a partir do primeiro ano, o CDB next é mais vantajoso do que a poupança . E a vantagem vai aumentando ao longo do tempo. Após 18 anos , o investimento em renda fixa renderá quase R$ 9 mil a mais ao investidor do que a poupança, com a mesma segurança e liquidez.

Conclusão

A cultura da ‘caderneta de poupança’ ficou no passado. Hoje em dia, é muito melhor apostar na cultura dos investimentos. E essa mudança de mentalidade da população brasileira pode ser exemplificada por números: de acordo com a B3, cerca de 22 mil crianças e adolescentes de até 15 anos investem atualmente na bolsa de valores brasileira - algo que representa um crescimento de 1.100% em relação a uma década atrás, quando o número não passava de 2 mil.

E os investimentos são democráticos, o que permite que todos comecem a rentabilizar o dinheiro. No next, por exemplo, é possível começar a investir com apenas R$ 1 . Para entrar no mundo dos investimentos, descobrir o perfil de investidor, investir no CDB ou em outras opções, é fácil: app next > investimentos .

Fique de olho, que logo tem mais conteúdo sobre investimentos por aqui!